telessaude_horizontal-site.png
googleplay.png facebok.jpg instagram.jpg twitter.jpg linkedin.png

8 de julho - dia Mundial da Alergia

dia-mundial-da-alergia.jpg

O dia 8 de julho, o Dia Mundial da Alergia é celebrado para aumentar a conscientização sobre alergias e informar.

As doenças alérgicas estão entre as seis doenças mais frequentes segundo a Organização Mundial de Saúde.

A alergia é uma reação ou resposta alterada do organismo a um alérgeno inofensivo por si só. O sistema imunológico das pessoas alérgicas cria mecanismos de defesa que se tornam prejudiciais, é um defeito do sistema imunológico.

Segundo os dados da World Allergy Organization, cerca de 250 milhões de pessoas em todo o mundo sofrem de algum tipo de doença alérgica. Nas últimas décadas, essas patologias se tornaram o principal problema de saúde nos países industrializados. Fatores ambientais e estilo de vida estão por trás do aumento alarmante de alergias.

Asma e rinite alérgica são as duas doenças alérgicas mais comuns, uma vez que, de acordo com a World Allergy Organization, o número de asmáticos no mundo excede 300 milhões de pessoas.

A alergia ao pólen tem apenas um tratamento eficaz, a imunoterapia. A polinose é causada por uma reação alérgica a pólens presentes na atmosfera, que entram no corpo, geralmente através das membranas mucosas expostas ao ar (olhos, nariz e boca). Este processo alérgico se manifesta com sintomas como coceira nos olhos, vermelhidão, lacrimejamento, espirros, congestão e coceira no nariz.

A alergia alimentar, que representa quatro por cento de todas as consultas de alergia, pode ocorrer em qualquer parte do corpo: na pele, no sistema digestivo, no sistema respiratório e, em alguns casos, um alimento pode causar reação generalizada de colapso (choque anafilático) que pode colocar em risco a vida do paciente se não for tratada de forma rápida e adequada.

Também não podemos esquecer o aumento das alergias no local de trabalho, o papel da dermatite atópica nos processos alérgicos respiratórios e o florescimento de novos alérgenos como anisakis ou látex.

Telessaúde São Paulo

E-mail: telessaude.sp@unifesp.br - Telefone: (11) 3385-4211

Endereço: Rua Pedro de Toledo, 715 - Piso superior - Vila Clementino - São Paulo - SP - 04039-032