telessaude_horizontal-site.png
Loja do Google Facebook Instagram Twitter Linkedin Youtube linkedin.png WhatsApp Business

28 de julho - dia mundial de luta contra as Hepatites

Cerca de três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C

No dia 28 de julho comemora-se o Dia Mundial das Hepatites, dia em que pessoas e organizações de todo o mundo unem esforços para sensibilizar as populações e os gestores para a importância das doenças.

Nos últimos anos, a comemoração deste dia ganhou particular destaque pelo fato da OMS ter assumido o objetivo de erradicar a hepatite C até 2030.

Tipos

Existem cinco diferentes vírus causadores de hepatite (A, B, C, D e E), mas as hepatites B e C são as mais importantes, por evoluírem para a cronicidade e assim causarem graves problemas de saúde: provocam inflamação crónica do fígado, que, quando não tratada, pode evoluir para cirrose e cancro hepático.

No Brasil, as hepatites virais mais comuns são causadas pelos vírus A, B e C. Existem ainda, com menor frequência, o vírus da hepatite D (mais comum na região Norte do país) e o vírus da hepatite E, que é menos frequente no Brasil, sendo encontrado com maior facilidade na África e na Ásia.

Transmissão da Hepatite B e C

A transmissão das hepatites B e C dá-se através da exposição ao sangue ou fluidos corporais de uma pessoa infetada. Assim, têm maior risco de estar infectadas pessoas com história de uso de drogas injetáveis, de relações sexuais não protegidas com múltiplos parceiros, de transfusões sanguíneas antes de 1990, de exposição a práticas de saúde e de estética sem os devidos cuidados de higiene e assepsia, entre outras.

Números de Casos no Brasil

De acordo com o Ministério da Saúde, três milhões de brasileiros estão infectados pela hepatite C, mas não sabem que tem o vírus. A OMS estima que cerca de 3% da população mundial seja portadora de hepatite C crônica.

A falta do conhecimentoda existência das doenças é o grande desafio, por isso, a recomendação é que todas as pessoas façam o teste em qualquer unidade de saúde e, no caso positivo, realizem o tratamento.

Sintomas

Os sintomas, quando estão presentes (o que nem sempre acontece), são genéricos: cansaço, mal-estar, tontura, enjoo, febre, vômitos e dor na barriga.

Alguns sinais mais específicos da hepatite facilitam a suspeita do diagnóstico pelo médico, são eles: pele e olhos amarelados, urina escura e fezes esbranquiçadas.

Como é feito o diagnóstico ?

tubo de laboratório teste de hepatite
 

A confirmação é feita por meio de testes rápidos(que não levam mais que uma hora para dar o resultado) ou exames laboratoriais. Os testes rápidos para Hepatite A, B e C são oferecidos pelo SUS para todas as pessoas, gratuitamente.

Em todo o país, o exame para detecção de Hepatite B faz parte da rotina de pré-natal e deve ser feito por todas as gestantes. Da mesma forma, dado o elevado número de pessoas que, segundo se acredita, sejam portadores do vírus C (3 milhões no Brasil), a recomendação é que todos os indivíduos com mais de 45 anos de idade façam o teste rápido em qualquer unidade da rede pública de saúde.

Alertas

  • O Ministério da Saúde alerta que a prevenção se torne um hábito para evitar que as doenças evoluam para o estado mais grave, com diagnóstico tardio.
  • O impacto dessas infecções acarreta em aproximadamente 1,4 milhões de mortes anualmente no mundo, seja por infecção aguda, câncer hepático ou cirrose associada as hepatites. A taxa de mortalidade da hepatite C, por exemplo, pode ser comparada ao HIV e tuberculose.
  • As UBSs tem os testes e as vacinas!

 

https://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hepatite

Telessaúde São Paulo

E-mail: telessaude.sp@unifesp.br - Telefone: (11) 3385-4211

Endereço: Rua Pedro de Toledo, 715 - Piso superior - Vila Clementino - São Paulo - SP - 04039-032