telessaude_horizontal-site.png
Loja do Google Facebook Instagram Twitter Linkedin Youtube linkedin.png WhatsApp Business

Aviso Importante! O Telessaúde São Paulo não aplica vacinas! 

Como se comparam as vacinas contra a covid-19?

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

As vacinas da Pfizer-BioNTech e Moderna são de RNA mensageiro (mRNA) e usam parte do código genético do vírus.

Em vez de usar um antígeno fraco ou inativo, eles ensinam às células do corpo como fazer uma "proteína de pico" encontrada na superfície do vírus que causa a Covid-19, desencadeando a resposta imunológica necessária para formar anticorpos para combatê-la.

vacinas.PNG

A vacina Oxford-AstraZeneca também é diferente — os cientistas modificaram uma versão do vírus do resfriado comum que costumava infectar chimpanzés e adicionaram um pedaço do código genético de Covid-19.

Todos os três foram aprovados para uso no Reino Unido e nos EUA. México, Chile e Costa Rica já começaram a administrar a vacina Pfizer, enquanto o governo brasileiro deu luz verde para as vacinas Oxford e CoronaVac, da chinesa Sinovac.

A CoronaVac, utilizada no Brasil, também está sendo lançada na China, Cingapura, Malásia, Indonésia e nas Filipinas e usa o método mais tradicional de utilização de partículas virais mortas.

A Índia está lançando o Covishield, que foi desenvolvido pela AstraZeneca com a Universidade de Oxford, e o Covaxin, pela empresa local Bharat Biotech.

A Rússia está usando sua própria vacina de vetor viral, Sputnik V, que usa uma versão modificada de um vírus. Ela também está sendo usada na Argentina, que encomendou 300 mil doses para seu programa inicial de imunização.

A União Africana encomendou 270 milhões de doses de uma mistura de fornecedores — Pfizer, AstraZeneca (por meio do Serum Institute of India) e Johnson & Johnson, que ainda está testando sua vacina.

Isso se soma a 600 milhões de doses garantidas pelo esforço global da Covax, que visa fornecer vacinas a países de baixa renda e é liderado pela OMS e pela Vaccine Alliance (Gavi).

Fonte

Telessaúde São Paulo

E-mail: telessaude.sp@unifesp.br - Telefone: (11) 3385-4211

Endereço: Rua Pedro de Toledo, 715 - Piso superior - Vila Clementino - São Paulo - SP - 04039-032