telessaude_horizontal-site.png
Loja do Google Facebook Instagram Twitter Linkedin Youtube linkedin.png WhatsApp Business

Dia Mundial do Refugiado - 20 de junho

Como refugiados ficam vulneráveis na pandemia do coronavírus

O que é o Dia Mundial dos Refugiados?

O Dia Mundial dos Refugiados é um dia internacional designado pelas Nações Unidas para homenagear os refugiados em todo o mundo. Ela cai todos os anos em 20 de junho e celebra a força e a coragem das pessoas que foram forçadas a fugir de seu país de origem para escapar de conflitos ou perseguições. O Dia Mundial dos Refugiados é uma ocasião para criar empatia e compreensão por sua situação e reconhecer sua resiliência na reconstrução de suas vidas.

Segundo o ACNUR (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados), 65,3 milhões foram expulsos de suas casas para escapar da guerra, perseguição, terror ou desastres.

E dos 65,3 milhões de deslocados, 21,3 milhões são refugiados. Isso é mais do que a população de alguns Estados brasileiros. Mais da metade deles tem menos de 18 anos.

20 de junho é o Dia Mundial dos Refugiados (20 de junho), um dia para reconhecer a situação dos refugiados em todo o mundo e trabalhar para encontrar soluções de longo prazo.

Os refugiados são vítimas de violência, e o mais importante, também são as vozes mais fortes em busca de soluções pacíficas e um apelo alto para colocar nossa fé em ação.

O Dia Mundial do Refugiado deste ano está focado em:

  • Garantir que toda criança refugiada receba educação.
  • Garantir que toda família de refugiados tenha um lugar seguro para viver.
  • Garantir que todos os refugiados possam trabalhar ou aprender novas habilidades para dar uma contribuição positiva à sua comunidade.
Por que o Dia Mundial dos Refugiados é importante?

O Dia Mundial dos Refugiados ilumina os direitos, necessidades e sonhos dos refugiados, ajudando a mobilizar vontade e recursos políticos para que os refugiados possam não apenas sobreviver, mas também prosperar. Embora seja importante proteger e melhorar a vida dos refugiados todos os dias, dias internacionais como o Dia Mundial do Refugiado ajudam a concentrar a atenção global na situação daqueles que fogem de conflitos ou perseguições. Muitas atividades realizadas no Dia Mundial dos Refugiados criam oportunidades para apoiar os refugiados.

Quando é o Dia Mundial do Refugiado?

O Dia Mundial dos Refugiados acontece todos os anos em 20 de junho e é dedicado a refugiados em todo o mundo. O Dia Mundial dos Refugiados foi realizado mundialmente pela primeira vez em 20 de junho de 2001, comemorando o 50º aniversário da Convenção de 1951 relativa ao Estatuto dos Refugiados. Era originalmente conhecido como Dia dos Refugiados da África, antes da Assembleia Geral das Nações Unidas designá-lo oficialmente como um dia internacional em dezembro de 2000.

O que acontece no Dia Mundial do Refugiado?

A cada ano, o Dia Mundial dos Refugiados é marcado por uma variedade de eventos em muitos países ao redor do mundo em apoio aos refugiados. Essas atividades são lideradas ou envolvem refugiados, funcionários do governo, comunidades anfitriãs, empresas, celebridades, crianças em idade escolar e o público em geral, entre outras. Nesta página, você pode descobrir quais atividades do ACNUR estão acontecendo no Dia Mundial dos Refugiados 2020.

As ações no Brasil

No caso do Brasil, por exemplo, a falta de um CPF já impossibilita o acesso ao auxílio emergencial oferecido pelo governo para trabalhadores informais durante a pandemia. Com o aumento do fluxo de venezuelanos para o país, no entanto, o Ministério da Defesa mantém desde 2018 a Operação Acolhida, com o apoio do ACNUR, de outras agências internacionais e de organizações não governamentais.

Segundo dados do governo brasileiro, mais de 264 mil venezuelanos entraram e permaneceram no Brasil desde o início da crise migratória, em 2015. No final de fevereiro de 2020, o governo venezuelano decretou o fechamento das fronteiras da Venezuela com o Brasil. Entretanto, dada a extensão do limite territorial e a dificuldade de controle, pessoas ainda transitavam de um lado para o outro.

O governo brasileiro, junto com o governo de Roraima e prefeituras do estado, tem se mobilizado para ampliar abrigos e construir uma área de atendimento médico para casos suspeitos e confirmados da covid-19 em Roraima. As iniciativas contam com o envolvimento da ACNUR, com assessoria técnica e doações de unidades habitacionais, colchões e materiais de higiene e limpeza.

Nos arredores da capital Boa Vista, o governo brasileiro está construindo a Área de Proteção e Cuidados, com capacidade para 1.200 leitos hospitalares e mil leitos destinados a pessoas infectadas e com suspeita da doença. O espaço atenderá refugiados e brasileiros.

Itens de ajuda emergencial, como kits de higiene e limpeza e roupas, assim como informações sobre medidas de prevenção de contágio, também estão sendo distribuídos pela agência das Nações Unidas e por organizações da sociedade civil.

Como ajudar ?


Refugiados Empreendedores A cada semana, cinco casos diferentes de pessoas refugiadas empreendedoras no Brasil são listados

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) Aceita doações financeiras e de itens para ajudar refugiados, pessoas deslocadas e comunidades que acolhem

PARES Cáritas RJ A organização está arrecadando alimentos não perecíveis e material de limpeza para famílias refugiadas do Rio de Janeiro

Instituto Adus Com mais de 10 anos de atuação, o Instituto atende mais de 10.000 pessoas de 65 países e busca apoio para evitar que as famílias fiquem desamparadas e mais vulneráveis ao novo coronavírus

Missão Paz Promove o apoio e acolhimento a imigrantes e refugiados na cidade de São Paulo e busca doações para suprir as demandas de higiene da Casa do Migrante

AVSI Brasil Associação Voluntários para o Serviço Internacional é uma das instituições que atua em Roraima. Responsável pela gestão de oito dos 13 atuais abrigos que acomodam os migrantes e solicitantes de refúgio, a ONG visa fortalecer as ações da Operação Acolhida, força-tarefa humanitária liderada pelo governo brasileiro e a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR)
 

Telessaúde São Paulo

E-mail: telessaude.sp@unifesp.br - Telefone: (11) 3385-4211

Endereço: Rua Pedro de Toledo, 715 - Piso superior - Vila Clementino - São Paulo - SP - 04039-032